Montanhas do Paraná e do Brasil

Montanhas do Paraná e do Brasil

Compartilhe

sábado, 16 de abril de 2016

Trilha da Costeira do Zimbro e Morro dos Macacos



Ir para Bombinhas –SC e não aproveitar as trilhas que essa cidade proporciona é um crime contra a natureza. Bombinhas além de ser uma linda cidade tem praias de águas claras e limpas e um pessoal hospitaleiro, tem diversas trilhas que qualquer um pode apreciar. Aproveitando nossas férias, eu e minha esposa não pensamos duas vezes. Fiz reserva na pousada Mar de Bombinhas (clique aqui), que indico para quer quiser se hospedar, de frente para o mar e bem próximo ao morro dos Macacos, próximo também da trilha da Tainha. Uma pousada tranquila bem limpa e organizada. Gustavo e sua esposa são bem atenciosos e deixa você a vontade. É claro que como toda pousada existe suas regras e elas devem ser respeitadas.
                 Quatro dias, tempo necessário para fazer algumas das trilhas. No dia seguinte fomos fazer a trilha da Costeira do Zimbro, uma trilha de aproximadamente 8 km de ida e volta, que leva você a quatro lindas praias desertas. O dia amanheceu com algumas nuvens e boa previsão de chuva, mas ela passou bem longe. Começamos nossa trilha já era umas nove da manhã. O clima não estava tão quente, um senhor logo me informou que era para nós termos cuidado para não encontrar dois bois bravos que escaparam e estavam na trilha. Andamos com cautela para não ser atropelados por eles. Nos primeiros 15 minutos de caminhada já avistamos a primeira praia chamada praia do Cardoso, o mar estava calmo. Encontramos uma árvore na areia que provavelmente foi trazida pela maré. Tiramos algumas fotos e fomos logo para a próxima praia.                  
              Mais 30 minutos já estávamos na próxima praia conhecida como Praia da Lagoinha, o nome se dá por uma lagoa que fica as margens da praia, mais ao fundo dessa lagoa tem uma represa aonde muitos gostam de se banhar. Paramos numa sobra, fizemos um rápido lanche e partimos para a Praia Triste. A trilha estava tranquila ninguém passava por nós, era somente eu e minha esposa, nos sentíamos dono daquele lugar maravilhoso. Depois de 1:20 de caminhada chegamos na Praia Triste, tem esse nome segundo os moradores antigos por causa da época dos escravos. Era naquele lugar que separavam os homens de suas mulheres e filhos. Um momento triste da nossa história dando origem ao nome da praia.  Bem no começo da praia existe uma casa, bem próximo passa um pequeno rio, tiramos algumas fotos e continuamos, nosso destino agora era a praia Vermelha.
               O trecho mais puxado foi no final da praia Triste, uma bela subida de tirar o fôlego de qualquer um. É o ponto mais pesado da trilha, logo avistamos uma cobra, descendo o vale já era possível avistar nossa próxima praia, passamos por um pequeno pedaço da mata Atlântica. Depois de 40 minutos desde a praia Triste chegamos a praia Vermelha, que tem esse nome por causa do barro vermelho que desce das encostas dos morros e encontra o mar, a areia também é levemente vermelha. Fomos recepcionados por um cão que cuida de uma casa bem a beira mar, no local mora um senhor que logo foi conversar com a gente. Fomos até o final da praia Vermelha e logo voltamos, estávamos bem próximo da divisa entre Bombinhas e Porto Belo. Paramos numa sobra de árvore próximo a casa e fomos nos divertir um pouco no mar, senti que o local é bem fundo. Quando estavamos pronto para voltar, o senhor que mora na casa veio nos cumprimentar e conversar conosco. Senhor Onisvaldo como é chamado, nos contou diversas histórias e como ele faz para viver ali naquele lugar tão sozinho. Vivendo de pesca e da aposentadoria, nos disse que existe muitos que vão até a praia Vermelha para deixar lixo e até mesmo roubar. É lamentável ouvir isso. Conversamos bastante com ele e logo começamos nossa trilha de volta. Já passava do meio dia quando chegamos de volta na praia da Lagoinha, paramos para comer algo e ficamos brincando no mar com o snorkel que eu tinha comprado. No final da trilha percebemos que não encontramos nenhum boi. Comprei um peixe e voltamos para a pousada felizes por mais uma trilha.
Assista aqui o vídeo da trilha da Costeira do Zimbro 



Praia do Cardoso

Ao fundo município de Gov. Celso Ramos





Praia Triste

Extensão da Lagoinha

Banho na praia Vermelha



Sr. Onisvaldo único morador da praia Vermelha
Praia Triste

Casa na praia Triste

Praia Vermelha

Final da praia Triste


Praia da Lagoinha



Arvore na praia do Cardoso
Tempo estimado por cada praia
Zimbro até Cardoso: 15 minutos.
Cardoso até a Lagoinha: 20 minutos
Lagoinha até a Triste: 40 minutos.
Triste até Vermelha 40 minutos
Total aproximadamente com longas paradas: 2 horas de trilha (ida).
Nossa próxima trilha agora era fazer o Morro dos Macacos.



Morro dos Macacos 

Na quinta feira, antes de saímos da pousada resolvemos fazer a trilha do Morro dos Macacos que fica bem próximo a pousada, saímos bem cedo, para dar tempo e arrumar tudo antes de ir para Florianópolis e fazer outra trilha que nos aguardava. A subida para o Morro dos Macacos é fácil, a entrada é a mesma para quem vai para a trilha da Tainha. Deve-se ir até o trapiche de Canto Grande e entrar a direita, existe uma placa informado. Em quarenta minutos já estávamos no cume do morro. Uma vista linda, é possível avistar bem próximo todo Mariscal e Zimbro. No cume um senhor com seu filho apreciava aquela paisagem. Tiramos algumas fotos, e logo voltamos. Na volta encontramos um rapaz com uma caixa de isopor e gelo, perguntei se ele ia fazer um churrasco, foi até engraçado a resposta dele, me informou que vende água lá em cima. Chegamos na pousada, guardamos o resto que faltava nos despedimos do Gustavo e de sua esposa e fomos para Florianópolis para fazer nossa próxima trilha, Lagoinha do Leste.

Início da trilha Morro do Macacos/Trilha da Tainha


É possível avistar as três praias, depois de Zimbro (Cardoso, Lagoinha,
Triste a praia Vermelha fica bem na esquerda escondia)
4 Ilhas 

Praia Canto Grande e ao fundo Zimbro


Mirante 360°


Esquerda Canto Grande, direita Mariscal, mais a direita e ao fundo 4 Ilhas

Ao fundo Ilha dos Macacos 




Nenhum comentário: