Montanhas do Paraná e do Brasil

Montanhas do Paraná e do Brasil

Compartilhe

quinta-feira, 4 de março de 2010

Picos mais altos da America do Sul

Aconcágua 6.962
O monte Aconcágua - Sentinela de Pedra - tem 6 962 metros de altitude, e é simultaneamente o ponto mais alto das Américas, de todo o Hemisfério Sul e o mais alto fora da Ásia. Fica localizado nos Andes argentinos, a cerca de 112 km da cidade de Mendoza. Está localizado no Parque Provincial Aconcágua, cuja entrada fica próxima ao povoado de Puente del Inca.
Possui três vias de acesso: a normal, o Glaciar dos Polacos e a Parede Sul. A mais frequentada é a rota normal ou noroeste, que apresenta menos obstáculos técnicos - mesmo assim, não é recomendada para aventureiros não climatizados ou não experientes. As outras duas requerem escalada em gelo e rocha. A sua silhueta árida, os cumes gelados, o deserto de um lado e o oceano do outro mostram a magnitude e a magia da natureza.

Ojos del Salado 6.893
O Ojos del Salado é um estratovulcão com 6.893 metros de altitude, considerado o mais alto vulcão do mundo. É também a segunda mais alta montanha da América do Sul. Está localizado numa região bastante selvagem e muito pouco explorada da fronteira entre Argentina e Chile. Esta localizado 600 km a norte do Aconcágua, ponto mais alto dos Andes. Uma região de clima desértico. Faz parte do Círculo de fogo do Pacífico. O cume do Ojos del Salado foi atingido pela primeira vez em 26 de Fevereiro de 1937, por Jan Alfred Szczepański e Justyn Wojsznis, ambos naturais da Polónia. Para chegar ao acampamento base da montanha, é necessário o uso de veículos com tração nas quatro rodas (4x4), pois o terreno é bastante irregular e não há infraestrutura na região.

Monte Pissis 6.795
O Monte Pissis é um pico localizado na Argentina. Situado na Cordilheira dos Andes ele possui 6,795 metros de altitude e é o terceiro ponto mais alto do continente americano.
Devido à sua localização no Deserto do Atacama, a montanha é extremamente seca, apenas retendo neve no cume e no Inverno. Alta e remota, não é de muito difícil escalada sob o ponto de vista técnico, embora longa e extenuante.







Cerro Bonete 6.759
É uma montanha da cordilheira dos Andes, situada na Argentina. É a quarta mais alta do continente americano, depois do Aconcágua, Ojos del Salado e Monte Pissis.








Tupungato 6.750
Que significa na língua indígena Huarpe "janela de estrelas" é um vulcão do Chile, na cordilheira dos Andes, que constitui uma das montanhas mais altas de toda a cordilheira e também da América do Sul. Fica localizado na fronteira entre o Chile e a província argentina de Mendoza, a cerca de 168 quilómetros a oeste de Santiago. No seu lado Sul situa-se o vulcão Tupungatito, também a Sul, a seis milhas, situa-se o Aconcágua. O Tupungato é um vulcão ativo, mas não entra em erupção nem se registam emissões de cinza desde de 1986.
Quer o Tupungato quer o Tupungatito ficam dentro do Parque Provincial Tupungato, uma reserva natural de 110.000 hectares de extensão, que visa proteger a fauna (águias, condores, guanacos e lebres) e a flora existentes. No parque corre ainda o rio Tupungato que tem origem nos glaciares que descem do grande vulcão. As primeiras pessoas a escalar o Tupungato foram Matthias Zurbriggen e Stuart Vines, em Abril de 1897, três meses depois de o primeiro ter escalado o Aconcágua (o pico mais alto da América do Sul), que se situa 80 quilómetros mais a Norte. A subida do Tupungato é um desafio sério para um alpinista que procure ganhar experiência em altitude, embora tecnicamente simples, mas tão duro quanto o Aconcágua.



Mercedario 6.770
É um monte localizado na Argentina. Situado na Cordilheira dos Andes a 100km a norte do Aconcágua, possui altitude desconhecida, sendo estimada pela missão SRTM em 6.720 m. A altitude precisa é ignorada, mas o valor muito divulgado de 6.770 m parece exagerado.






Huascarán 6.768
O Huascarán ou Nevado Huascarán é uma montanha da Cordilheira Branca, parte dos Andes peruanos. Com 6.768 m, o mais meridional de seus picos é o mais alto do Peru. O pico é formado pelos remanescentes erodidos de um estratovulcão ainda mais elevado que a montanha que hoje existe.

Em 31 de Maio de 1970 o Terremoto de Ancash causou o colapso de grande parte da face norte da montanha, desprendendo uma massa de gelo e rocha de 1,5 km de comprimento, 1 km de largura e 800 m de profundidade. Em apenas cinco minutos o deslize atingiu a cidade de Yungay, soterrando-a quase completamente, matando cerca de 17.000 de seus habitantes e poupando apenas 400. Ao mesmo tempo um grupo de alpinistas da República Checa desapareceu sem deixar vestígios. O Huascarán está tombado dentro de um parque nacional do mesmo nome e é a montanha mais alta de toda a zona tropical da Terra.

Llullaillaco 6.739
É um estratovulcão localizado na fronteira entre Argentina e Chile. Situado na Cordilheira dos Andes, atinge 6.739 metros de altitude. Llullaillaco é a estratovolcano na beira de Argentina (Província de Salta) e O Chile. Encontra-se no Puna de Atacama, uma região de picos vulcânicos muito elevados em um platô elevado dentro do Deserto de Atacama, um dos lugares os mais secos no mundo. É o segundo mais elevado vulcão ativo no mundo.
Llullaillaco segue o teste padrão típico do vulcão de Puna de Atacama: é cercado por campos grandes dos restos, e tampado perpetualmente pela neve e por geleiras pequenas apesar das condições extremamente secas da região.




Yerupaja 6.635
Yerupaja é um pico da Cordilheira dos Andes localizado no Peru. É a segunda mais alta montanha do Peru, atingindo os 6.635 m de altitude.














Nevado Sajama 6.542
O Nevado Sajama é o monte mais alto da Bolívia, na Cordilheira dos Andes. É um estratovulcão extinto que forma um cone isolado. Localizado no Parque Nacional na região de Oruro, a noroeste do país. Apenas 20 km da fronteira com o Chile. É um solitário cone. Última vulcão erupção é desconhecida. No entanto, o mais ativo durante o Holoceno. Pertence à Cordilheira Ocidental.
O Nevado Sajama é um desafio para os alpinistas,
Faz muito tempo que era um vulcão, mas agora é considerado extinto nas suas saias encontram-se uma das maiores florestas do mundo.

Illimani 6.438
O Illimani é a montanha de cartão postal e plano de fundo da cidade de La Paz, e a maior altitude da Cordillera Real (lembrando que o cume mais alto da Bolívia é o Sajama, mas este se encontra na Cordillera Ocidental, a outra cadeia montanhosa alta da Bolívia).
O contraste entre a enorme cratera em que se encontra a cidade de La Paz e o extenso e branco Illimani é surpreendente, e fica difícil imaginar La Paz sem a gigantesca montanha ao olhar para o sudeste da cidade. As distâncias entre a capital boliviana e as alturas, entre a cultura urbana e a andina são mínimas, e em poucos lugares do mundo encontramos uma combinação como em La Paz. Os crepúsculos vespertinos é um espetáculo, enquanto a cidade começa escurecendo em toda sua extensão, o Illimani vai passando por diferentes tons de cores até extinguir-se todo colorido no branco pálido e eterno que são as neves e gelos do nevado (naturalmente, quando o alvorecer se aproxima o processo é inverso). É um vulcão extinto do tipo estratovulcão.

Coropuna 6.425
O Nevado Coropuna é um vulcão localizado na região andina de Arequipa, provincia de Castilla no Peru, sendo na verdade um complexo estratovulcânico composto por vários picos. Sendo o mais alto vulcão do país. Há fumarolas ativas na montanha.
Oficialmente, seu cume foi alcançado pela primeira vez em 1911 por Hiram Bingham, dos Estados Unidos da América, e seus acompanhantes (após a redescoberta da cidadela de Machu Picchu), mas se especula que os incas o hajam escalado anteriormente à conquista espanhola no século XIV com fins religiosos.


Illampu 6.421
É um pico da Cordilheira dos Andes localizado na Bolívia. É a montanha de seis mil metros mais difícil do país! Até então, somente uma expedição brasileira havia feito cume nela, foi com Waldemar Niclevicz e Irivan Burda em 2002. Mas em agosto de 2009 a trilhas e pontos foram adquiridos por Pedro Hauck com um Garmin 60 CSx. A estrada de Sorata a La Paz foi georeferenciada em Fevereiro de 2009. A trilha tem uma grande margem de erro e só foi marcada para estabelecer uma direção.


Estrada para Illampu


Ausangate 6.384
É um pico da Cordilheira dos Andes localizado no Peru. Ausangate é a montanha mais representativa dos Andes de Cusqueno. Está situada na cordilheira de Vilcanota e é uma das zonas mais difíceis de penetrar e isso é muito raro no Peru. Possui lagunas grandes com uma cor azul/esverdeada luminosa. Além disso, há arbustos de pedra, que tornam a área um paraíso moderno. Caminhar pela montanha de Ausangate é uma aventura indescritível e não é possível não se impressionar pela beleza enorme da neve permanente. Freqüentemente, você encontrará montanhas com altitude superior a 5000 metros e também pedras com línguas de gelo que se abaixam de forma magnífica formando lagunas de gelo. A rota de Ausangate é uma das mais atraentes de Cusco.

Vulcão Parinacota 6.362
O Vulcão Parinacota é um estratovulcão da Cordilheira dos Andes localizado na fronteira entre Bolívia e Chile. Foi formado no período do Pleistoceno, juntamente com seu vulcão irmão Pomerape, que formam o Nevados Payachatas. Técnicas recentes apontam a ultima erupção do vulcão por volta do ano 290AC ± 300 anos. Outra erupção estudada, aconteceu à 8000 anos, quando uma grande erupção produziu uma avalanche de 6km³, que deu origem ao Lago Chungará.


Chimborazo 6.310
Também um estratovulcão, situado na província
de Chimborazo no Equador e situado perto de Riobamba, a cerca de 180 km ao sul de Quito. É o pico mais alto dos Andes equatoriais, dominando uma região de 50 000 km² e apresentando uma base de 20 km de diâmetro. É o 17º monte de maior proeminência topográfica do mundo.
Até o início do século XIX, Chimborazo era considerado a mais alta montanha da Terra (a partir do nível do mar), e tal reputação levou a diversas tentativas de escalada. Em 1802, o naturalista alemão Alexander von Humboldt tentou escalá-lo, acompanhado por Aimé Bonpland e pelo equatoriano Carlos Montúfar, mas teve que abandonar a empreitada a 5875 m por causa da rarefação do ar. A essa altura, eles alcançaram a maior altitude confirmada jamais atingida por um ser humano. Assim, é ao britânico Edward Whymper e aos irmãos Louis e Jean-Antoine Carrel que cabe a honra, em 1880, de serem os primeiros a atingir o pico do Chimborazo. Diversas pessoas duvidaram de tal feito, e Whymper escalou o vulcão mais uma vez no mesmo ano em companhia dos equatorianos David Beltrán e Francisco Campaña. Sua última erupção data de mais de dez mil anos, sendo assim considerado extinto.


Salcantay 6.271
É um pico da Cordilheira dos Andes localizado no Peru. Este roteiro é indicado para aqueles que querem conhecer toda a história e cultura do Peru e também fazer uma aventura inesquecível. A Trilha Inca Salcantay, é uma alternativa para aqueles que desejam uma dose a mais de aventura numa trilha ainda não muito explorada, ou para aqueles que não conseguiram vaga na Trilha Inca Clássica na data desejada. As paisagens são bem variadas. Há selva, lagos e rios.