Montanhas do Paraná e do Brasil

Montanhas do Paraná e do Brasil

Compartilhe

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Segurança no Rapel

O rapel como toda modalidade de aventura tem riscos por isso deve ser praticado com toda segurança necessária usando as técnicas e materiais adequados, respeitando assim seus limites e os da natureza para não haver acidentes. Se aventurar em uma cachoeira, descer uma montanha ou adentrar nos mistérios de uma caverna são algumas emoções que o rapel oferece aos seus praticantes. Rapel é uma atividade vertical praticada com uso de cordas e equipamentos adequados para a descida de paredões, cachoeiras, cavernas e vãos livres bem como outras edificações. Trata-se de uma atividade criada a partir das técnicas do alpinismo, por conta disso requer atenção com a segurança do praticante.

Este deve ter instruções básicas e acompanhamento de especializado. Cursos preparatórios são indispensáveis. A atividade é praticada essencialmente em grupo onde cada integrante deve se preocupar com o companheiro, questionando qualquer situação que possa gerar um incidente e até um acidente. Atualmente, com a expansão do esporte, não é raro tomarmos conhecimento de acidentes durante a prática do rapel. As causas, quase sempre, apontam para o descuido no emprego da técnica e indicam que as adoções de medidas básicas de segurança podem evitar muitos acidentes. O processo de descida em rapel com segurança não é complicado ou requer grande investimento para a compra de equipamentos.

Talvez o que falte seja a cultura, a disciplina, de observar os procedimentos de segurança na hora de descer pela via. Convém ressaltar que cada rapeleiro é responsável pelas técnicas que utiliza e que a segurança depende de uma postura adequada, uma atitude, que se compõe do conhecimento e emprego da técnica aliada à experiência no julgamento de cada situação em que possa existir risco potencial. Com o melhor equipamento do mundo, o homem de julgamento pobre está em perigo mortal. O rapel, se praticado com as devidas medidas de segurança, é uma atividade muito prazerosa, onde o seu praticante fica totalmente adrenalizado, porém é um esporte que lida com a vida, e deve-se sempre estar atenta a segurança.

Segurança a Seis Olhos:
Toda descida de rapel deve ter no mínimo três participantes.
O que aborda: É o responsável por colocar o praticante na corda, e verificar se seu equipamento está correto e orientá-lo no momento da descida.

O que desce: É o praticante atual, ou seja, quem vai fazer a descida.

O Segurança ou anjo: É a pessoa que fica embaixo, segurando a corda, atenta a qualquer vacilo que o que desce possa dar. Quem fica responsável pela segurança da descida deve ter total atenção, pois com ele fica o ultimo recurso antes de uma fatalidade. Quando alguém que está descendo perde o controle de sua descida, é o segurança ou anjo que vai fazer o bloqueio dele na corda, ou seja, parar sua descida e evitar que ele caia.

Boa descida e aventure-se com segurança