Montanhas do Paraná e do Brasil

Montanhas do Paraná e do Brasil

Compartilhe

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

A ultima esse ano - Itupava







Nesse ultimo sábado 5/11/2011 eu minha esposa e um grupo de amigos resolvemos fazer o Itupava, a trilha foi fechada quase no inicio de 2011 por causa das chuvas e fazia bastante tempo que não descia essa trilha, da ultima vez que a fiz foi em 2010. Completa mesmo do inicio até Porto de Cima faz muito tempo, nem lembro direito, acredito que meu filho não tinha nem nascido ainda. Geralmente quando a faço vou direto para o Marumbi.

Saímos bem cedo e pegamos o ônibus no terminal do Guadalupe às 07h30min. As 9 da manha já estávamos na trilha. Até chegarmos ao Ipiranga estava bem tranqüilo, mas quando chegamos lá tinha uma turma, pessoal acampando na casa do Ipiranga e muitos na roda d’água. Muita gente na trilha, até imaginei isso, com a trilha fechada tanto tempo assim e o tempo bom nesse dia acreditei que estaria assim. Quando chegamos à roda d'água, Patrick e Rafa e mais alguns amigos já estavam lá nos esperando, a idéia era essa mesmo, fazer uma trilha somente eu e minha esposa, mas foi ótima a companhia deles. Eles tinham outro destino fazer rapel na represa e nos dois continuaríamos na trilha e esperaríamos no cadeado. A trilha estava boa, não muito lisa e nem muito barreta. Chegamos na cachoeira para fazer um lanche rápido e tirar algumas fotos. Acreditava que quando chegássemos no cadeado o pessoal que partiu para a represa pelo trilho do trem (nada bom), já estariam la, pois à distância e bem menos. E a minha pequena já demonstrava cansaço e seu joelho já começava a reclamar. Fomos bem devagar e parávamos bastante, chegamos no cadeado e eles não tinham chegado ainda. Fiquei um pouco preocupado pelo fato de vir pelo trilho, poderiam ser barrados e ter que voltar. Ficamos esperando eles uns 35 minutos e logo os avistamos pelo trilho. No cadeado mostrava o quanto tinha gente na trilha. Tinha vários grupos, assim que eles chegaram tomaram fôlego e continuamos trilha abaixo. Rafa nos acompanhou o resto do percurso enquanto os outros, Patrick e companhia seguiam bem à frente e os encontramos tomando banho no rio. Continuamos e logo chegamos na estada de Eng. Lange, não paramos nem um minuto as mutucas estavam bem nervosas. Seguimos até o Iap, demos baixa e milagrosamente pegamos uma carona com um dos meninos que estava nos acompanhando a trilha. Sua namorada o esperava no Iap um alivio para mim e para minha pequena, que já estava bem cansada. Chegamos em Porto de Cimas às 16h30min, seguimos até Morretes numa van fretada na hora, pagamos 30 pila, mas valeu a pena. Chegamos em Morretes e descobrimos que o próximo ônibus era somente às 20h15min, pelo menos deu tempo de comer algo e conhecer um pouco a cidade. Saímos um pouco atrasado de Morretes e em menos de uma hora e meia já estávamos em Curitiba. Acredito que essa foi a ultima aventura desse ano. Um ano muito bom no início, mas bem complicado para mim e para minha esposa.

No começo da Trilha


Na roda D'água

2° fase da trilha sentido Cadeado

Adorei quem fez isso

No Cadeado


De van até Morretes


Esperando o ônibus que demorou muito, o bom que conheci mais a cidade

Um comentário:

Antonia Alves Mendes disse...

Foi dureza essa primeira vez, mas valeu a pena! Divertidamente gostoso!