Montanhas do Paraná e do Brasil

Montanhas do Paraná e do Brasil

Compartilhe

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Feriado com chuva e com trilha.



Saindo de Curitiba
05-09-2011 Segunda-feira, de um maravilhoso sol, um dia lindo em Curitiba, tudo indica que o feriado de 8 e 9 de Setembro vai ser muito bom. Aproveitei que cairia na quarta-feira e fui comprar passagens de trem (que estava mais barato) para descer até o Marumbi e ficar lá esses dois dias de feriado sem fazer nada, no máximo subir o Rochedinho, coisa leve mesmo. Na terça-feira o tempo muda e começa a chover e na quarta-feira não seria diferente. Já na saída de Curitiba o tempo estava um pouco firme sem chuva, mas com o tempo nada instável, não dava para ver nada, alguns turistas que estavam dentro do trem estavam até indignados com o tempo, inclusive minha esposa que nunca tinha viajado de trem pela nossa serra do mar.









O chaminé




Chegamos no Marumbi as 11h00min e logo que descemos do trem a chuva começa a cair, tive que montar minha barraca em baixo de chuva, minha esposa até que ajudou, mas preferi que ela estivesse segura para não se molhar muito. Montei rapidamente, arrumei tudo, fizemos um bom almoço e adivinha o que fomos fazer? Dormir a tarde toda. Acordamos já era umas 15h00min fiz um bom café e como estava muito chato ficar lá e a chuva tinha parado um pouco resolvi leva-la para o Cadeado. Peguei algumas coisas, descemos a estradinha até a saída do Itupava.






O tempo estava feio



Começamos a subir a trilha, algumas árvores estavam caídas no chão, e a trilha estava muito liso, mesmo de bota estava bem difícil andar com segurança. Passamos pelas pontes, e começamos a subir a trilha do Cadeado. A noite começa a cair e quando mesmos esperava já estávamos no Cadeado, um garoa bem fraquinha caia sobre a trilha e não dava para ver nada adiante, contei até a história ou lenda de uma noiva que passa pelos trilhos a noite, nada para temer, pois nunca vi isso, e não acredito muito também, mas conheço uns amigos que já viram (tô fora). Tiramos algumas fotos e descemos a trilha, uma descida que leva em torno de 40 minutos, fizemos ela em 1hora e 20 minutos, estava muito liso e perigoso, uma queda ali poderia machucar e muito, descemos com cautela para evitar quedas, chegamos sem perceber no final da trilha que já estava bem noite, mas não frio, a chuva tinha parado de vez.




Deslizamento na estradinha próximo na Estação Eng. Lange














Escuradão total








Descansando no Eng. Lange
Chegamos na estação do Marumbi as 21:20 da noite, tomamos um banho fizemos um lanche e fomos dormir. No dia seguinte logo de manhã, tomamos um café e fomos para a cachoeira dos Marumbinistas, uma trilha rápida e fácil de fazer, somente precisa achar a trilha que fica depois do começo da frontal, tivemos que empreitar o mato e chegar bem próximo a ela. Minha esposa guerreira como sempre, chegou bem próximo, só não dava para descer até o pé da cachoeira, pois estava muito liso. Voltamos, fizemos um bom almoço, arroz, feijão, carne de sol e salada, coisa chique para aquele lugar, um verdadeiro banquete a dois. Desmontamos tudo e fomos para a estação para pegar o trem para casa.




Cachoeira dos Marumbinistas
O tempo não era dos melhores, não estava frio, mas bem chato, pouco se via. O Pico do Marumbi ficou todo tempo coberto pela serração, mas não deixou de ser maravilhoso esse passeio, melhor ainda é ter feito com a pessoa certa que minha pequena esposa, que comigo sabe muito bem curtir um bom passeio e uma grande aventura, e também digo que amo aquele lugar faça chuva ou faça sol. O pico do Marumbi para minha continua sendo um dos melhores lugares para praticar montanhismo. Somente algo que esta deixando de desejar que vou contar na minha próxima postagem.

Indo pra casa

Nenhum comentário: