Montanhas do Paraná e do Brasil

Montanhas do Paraná e do Brasil

Compartilhe

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Travessia Vigia/Canal, a primeira de 2012



Depois de uma longa espera finalmente consegui realizar a travessia Vigia/Canal. Até então não conhecia o Canal muito menos o Vigia. Desde 2009 se não me falha a memoria, eu e Josemar Cubis estávamos na intensão de fazer qualquer montanha pela primeira vez juntos e sempre surgia imprevistos. Mas 2012 começou bem mesmo, e então marcamos para fazer a primeira montanha de 2012. Combinei com meu parceiro de montanha Patrick e juntos com a gente foi o Beto que também tem bastante experiência.
Partimos logo cedo, chegamos na fazenda onde inicia a trilha e começamos sentido Vigia. Logo no inicio me ralei numa pedra, braço e joelho direito detonado. Seguindo morro a cima logo chegamos na Torre Amarela e de lá já era possível avistar o Vigia e muita gente subido o Canal. Era impossível ficar muito tempo parado, as butucas atacavam sem dó, continuamos e de longe avistamos nossa próxima montanha. Em um pouco mais de uma hora e meia já estávamos no Vigia, resolvemos parar para fazer aquele lanche. Continuamos nossa trilha, os bambus estavam começando a dar bastante trabalho. A trilha estava bem fechada, era possível se perder um pouco, mas com paciência não nos batemos tanto assim, tanto o Beto como o Patrick já tinham feito a trilha os únicos que nada conhecia era eu e o Cubis.
Percebi também que a trilha é pouco conhecida e melhor ainda está bem limpa. Nossa próxima e rápida parada era o Canal, nessa parte a trilha já é mais aberta e bem visível. Na ida encontramos um pequeno grupo de montanhistas que estava fazendo a trilha ao contrario, eles estavam chegando no Vigia e nos partido para o Canal. Chegamos então na maior e mais difícil desafio da minha vida de montanha até hoje. Deparamos-nos com um paredão de mais de 10 metros de altura com uma fenda de ponta a ponta, e apenas duas cordas de escalada que não sei quanto tempo esta lá, mas acredito que é sempre trocada. Primeiro foi o Patrick a subir e a testar a corda, depois o Beto, eu e o Cubis, confesso que usei toda minha força naquele momento e fiquei com bastante medo de não conseguir chegar lá em cima. Depois desse desafio chegamos bem e o Canal estava por ultimo conquistado. Na descida encontramos bastante gente subindo e descendo. Às duas horas da tarde exatas cinco horas de caminhada chegamos na fazenda, paramos para comer aquele pastel e tomar aquela merecida cervejinha e uma coca cola bem gelado. Conheci dois novos amigos e parceiros de montanhas, vamos continuar essa parceria e nossa próxima trilha vai ser a Picada do Cristóvão/Trilha da Conceição. 2012 promete.