Montanhas do Paraná e do Brasil

Montanhas do Paraná e do Brasil

Compartilhe

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Parque Estadual Pico do Marumbi

Vista Serra do Cadeado Foto: Reginaldo Mendes
Criado em 1990 e com seus 2.342 hectares, o Parque Estadual Pico do Marumbi resguarda aspectos significativos da floresta Atlântica Brasileira. O parque possui vários ecossistemas da Floresta Atlântica. A beleza natural do local faz do Marumbi um dos principais atrativos turísticos do Paraná, além de estimular a prática de esportes de aventura como o montanhismo técnico e caminhadas.
Os povos do litoral paranaense, acreditavam que o Marumbi era um vulcão passivo, pois muitas vezes soltava fumaça e diziam ainda que em seu topo havia uma lagoa dourada. Seu primitivo nome batizado pelos índios era "Guarumby", que em tupi significa "Montanha Azul".

Olimpo foto: Reginaldo Mendes

Existem cinco trilhas de acesso ao Conjunto Marumbi: Noroeste, Crista do Gigante, Frontal, Facãozinho e Rochedinho. As trilhas são marcadas com fitas plásticas amarradas nas árvores, na cor da respectiva trilha, sinalizando o caminho. Conjunto Pico do Marumbi Foto: Reginaldo Mendes

Em determinados pontos existem setas de aço fixadas na rocha indicando a direção da trilha ou de bifurcações. Existem ainda fitas plásticas listradas de amarelo e preto, que são utilizadas para indicar a interdição daquela passagem ou caminhos errados ou perigosos.
As trilhas Frontal e Noroeste partem da estação Marumbi (460 m.) e chegam ao cume do Olimpo (1.539 m.). A Noroeste (fita vermelha) dá acesso aos cumes do Abrolhos, da Esfinge, da Ponta do Tigre, da Torre dos Sinos e do Gigante e termina no cume do Olimpo. É a mais cansativa das trilhas (nível pesado) tendo o tempo médio de ascensão variando de 3:30 a 4:30 h até o topo. Frontal, passa pela Cachoeira dos Marumbinistas e vai direto ao cume do Olimpo nível da trilha é médio-pesado e pode ser feita em 2:30 a 3:30 h dando tambem acesso a Crista do Gigante, Ponta do Tigre e Abrolhos.
Existe um bifurcação entre Ponta do Tigre e Abrolhos. Que exige um pouco mais de tempo de caminhada (caso queira fazer o conjunto completo).

Nascer do sol Ponta do Tigre foto:Reginaldo Mendes

O nível da trilha é médio-pesado e pode ser feita em 2:30 a 3:30 h. Existem muitos trechos verticais, alguns equipados e outros não, e, por ser um ambiente úmido, o terreno é sempre muito liso e escorregadio. Nos trechos onde foram instalados correntes e degraus, a atenção deve ser redobrada! Principalmente com aqueles que estão escalando pela primeira vez, pois, um erro pode ser fatal.

OBS: Facãozinho, Torre dos Sinos e Esfinge, estão interditada no momento em função de recuperação ambiental do caminho, devido à sua exposição ao abismos e desfiladeiros.

O Conjunto Marumbi é formado pelas montanhas:
Olimpo (1.539 m.)
Boa Vista (1.491 m.)
Gigante (1.487 m.)
Ponta do Tigre (1.400 m.)
Esfinge (1.378 m.)
Torre dos Sinos (1.280 m.)
Abrolhos (1.200 m.)
Facãozinho (1.100 m.)
Morro Rochedinho (625 m).

Nenhum comentário: